06/10 – Terça-feira – 19h

Homonstros: a (des)construção da homossexualidade negra em produções fílmicas africanas contemporâneas de temática LGBTQIA+       

Alex Santana França

Embora filmes com temática LGBTQIA+ não sejam incomuns nos cinemas de países do Ocidente, tais produções ainda são raras ou inexistentes na maioria dos países africanos, por diversos motivos, incluindo a homofobia legalizada em muitos deles. Em um levantamento inicial para um atual projeto de pesquisa foram identificadas obras produzidas desde o final do século XX à filmes mais recentes, a exemplo de “Inxeba – Os iniciados” (2017), produção sul-africana dirigida por John Trengove, e “Rafiki” (2019), filme queniano dirigido por Wanuri Kahiu, ambos com grande visibilidade e boa repercussão no Brasil. Diante desse cenário e da necessidade de ampliar a discussão deste tema, a partir da experiência africana, a proposta desta palestra é justamente possibilitar um debate sobre essa questão, analisando e contextualizando uma relação de filmes selecionados, em sua maioria da África do Sul, através do estudo e reflexão que vem sendo desenvolvida pelo então professor, pesquisador e proponente.

Link da live: https://youtu.be/vjgrXHT-bzU
07/10 – Quarta-feira – 19h

Pesquisa em audiovisual e afetos: é preciso falar sobre como trabalhamos

Sancler Ebert / Nina Giácomo

Esta proposta pretende abordar dinâmicas afetivas que atravessam a formação de pesquisadores do audiovisual por meio do compartilhamento de experiências e aprendizados. Apesar de a escrita ocupar um lugar central no trabalho de pesquisa acadêmica em ciências humanas, pouco falamos sobre o tema. Não sabemos como nossos colegas, professores e autores escrevem. A instabilidade financeira, os sentimentos de solidão e de incompletude do cotidiano de pesquisa, a cobrança (e autocobrança) por produtividade e outras pressões podem gerar muito sofrimento para os alunos de pós-graduação. Mas não estamos sozinhos e compartilhar esses afetos é fundamental no enfrentamento de nossas dificuldades, que são coletivas.

Link da live: https://youtu.be/YCHoxLI8dUM
08/10 – Quinta-feira – 19h

Abordagens contra-coloniais do audiovisual e da arte

 Andy Marques Real e Felipe Merker Castellani/ Larissa Macedo

A partir de perspectivas diversas, Larissa Macêdo, Felipe Merker e Andy Marques Real refletem sobre abordagens das linguagens da arte e do audiovisual a partir de uma perspectiva contra-colonial. Será abordada, por exemplo, a obra Ponte sobre abismos, uma vídeo-instalação de Aline Motta, a partir do conceito de quilombo, compreendido enquanto processo de auto-inscrição corpórea da memória social e da identidade negra brasileira. Também será proposta uma análise crítica dos silenciamentos estruturais e das poéticas de (re)existência afro-indígenas brasileiras, a partir do trabalho Onde você ancora seus silêncios? #1 e #2, de Charlene Bicalho, estabelecendo conexões com os pensamentos de Audre Lorde e de Grada Kilomba.

Link da live: https://youtu.be/QnKGlV19B38
09/10 – Sexta-feira – 19h

Corpos desterritorializados e espaços pós-coloniais – um debate sobre os sujeitos em crise no cinema de Pedro Costa.

Catarina Andrade / Mariana Cunha / Michelle Sales

A partir dos filmes Cavalo Dinheiro (2014) e Vitalina Varela (2019), propomos um debate sobre como o cinema de Pedro Costa inscreve os corpos e subjetividades racializadas e diaspóricas no espaço do deslocamento, com base nas noções de corporeidade, olhar e gesto, pensando a construção dos espaços enquanto lugares de uma memória do trauma, bem como seus efeitos nesses sujeitos em crise. Denise Ferreira da Silva lembra que a única solução para a subjugação racial oferecida pela sociologia foi o desaparecimento dos “outros” da Europa. O que significam os rostos, os corpos e as vidas desterritorializadas e suspensas de Ventura e Vitalina? Trata-se, assim, de analisar a maneira como os efeitos do colonialismo são postos em cena, mais especificamente, em relação a uma certa imobilidade da câmera, a estaticidade dos corpos em cena e um tempo em suspensão – o que esses aspectos nos dizem sobre as múltiplas espacialidades e temporalidades tanto histórica quanto fílmica, como também política.

Link da live: https://youtu.be/2AB-J3H7m04

Programação da semana (06/10-09/10)

Category: Notícias
30 views