Lembramos aos associados que hoje, 24 de março, encerra-se o prazo de pagamento da anuidade de 2017 da SOCINE.

Além de ser um compromisso dos sócios para a manutenção da sociedade, estar em dia com as anuidades é pré-requisito para inscrever trabalho para o Encontro.

Quaisquer dúvidas ou problemas devem ser comunicados diretamente à secretaria no socine@socine.org.br.

Comunicamos que a SOCINE é agora sócia da SBPC – Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, entidade que congrega mais de 130 Sociedades Científicas para a consecução de objetivos comuns, visando a defesa do desenvolvimento científico e tecnológico do País.

Chamada de Trabalhos

SOCINE 2017

XXI ENCONTRO SOCINE – O ESTADO DA CRÍTICA 
17 A 20 DE OUTUBRO DE 2017
UFPB – João Pessoa, PB

Estão abertas as inscrições para o XXI Encontro da SOCINE, que será realizado na Universidade Federal da Paraíba (UFPB), em João Pessoa. O tema do Encontro será O estado da crítica. 

Para além da reflexão estética, a crítica cinematográfica, em diversos países, protagonizou a construção de um modelo curatorial que se confunde com o próprio esforço para a preservação da memória da produção do audiovisual. No caso brasileiro, a atuação de Paulo Emílio Salles Gomes e de Francisco Luís de Almeida Salles na imprensa paulista ocorre em paralelo ao esforço de ambos para a constituição da Cinemateca Brasileira, instituição fundamental para o desenvolvimento de pesquisas e estudos de filmes, diretores e ciclos regionais.

No Rio de Janeiro, a figura influente de Antonio Moniz Vianna está presente na implantação da Cinemateca do MAM. Graças ao seu esforço curatorial, a geração que faria o Cinema Novo teve acesso a clássicos do cinema internacional nas retrospectivas dos cinemas americano, francês e italiano. Moniz Vianna ainda se fez presente na formulação do INC, gênese da Embrafilme, e também no Festival Internacional do Filme, evento de grande repercussão na segunda metade dos anos 1960.

Inspirado no modelo paulista de institucionalização da produção cinematográfica, Linduarte Noronha conseguiu implantar na Universidade Federal da Paraíba o Serviço do Cinema Universitário, projeto abortado pelo Golpe de 1964. O seu papel como crítico e como realizador, dirigindo o clássico Aruanda, ajudou a reconfigurar o papel que o Nordeste – seja como paisagem para os filmes, seja como matriz de realizadores socialmente engajados – teve no panorama do cinema brasileiro.

Esse trânsito inconteste entre a crítica e a realização, produzindo inclusive a síntese de crítico-realizador (os exemplos são inúmeros na história do cinema), representa um movimento crucial de investigação para os estudos de cinema e audiovisual. Pensar, portanto, na atividade crítica como impulsionadora de movimentos curatoriais e institucionais que fomentam a produção audiovisual e a sua reflexão é um desafio de grande relevância, sobretudo em tempos de obscurantismo político, quando o esforço crítico é fundamental para vislumbrar novos horizontes estéticos e culturais.

Com isso em mente, o XXI Encontro da SOCINE convida a apresentação de trabalhos que envolvam, mas não se limitem a, os seguintes temas: Como pensar o estado da crítica cinematográfica, na conjunção das crises políticas, econômicas e estéticas da contemporaneidade? Qual a influência, para a formação acadêmica brasileira, do crítico cinematográfico na intersecção entre o jornalismo e a universidade? Como crítica e curadoria se coadunam em estratégias de preservação da memória audiovisual brasileira? Em época de proliferação da informação e da opinião através da internet e das redes sociais, qual o papel da crítica para discutir as questões profundas da cultura cinematográfica hoje? De que modo a pesquisa comparativa entre textos e filmes, no caso de críticos-realizadores, pode apontar as suas escolhas e preferências estéticas? Pensada como forma de recepção, quais os desafios teórico-metodológicos para pensar a relação entre obra e crítica?

Esclarecemos que o tema é indicativo mas não exclusivo para proposição de trabalhos e/ou mesas temáticas.


As inscrições deverão ser escolhidas entre as QUATRO CATEGORIAS, cada qual com as seguintes exigências:

1. Comunicações Individuais: Propostas de mestres, doutorandos e/ou doutores contendo título (até 70 caracteres), resumo expandido (de até 4000 caracteres com espaço), resumo (500 caracteres), bibliografia (1000 caracteres) e mini-currículo (500 caracteres). As apresentações orais podem ter até 20 minutos cada.

2. Seminários Temáticos: As propostas de mestrandos, mestres, doutorandos e/ou doutores para apresentações individuais em Seminários Temáticos devem ser feitas indicando diretamente o seminário escolhido e conter: título (até 70 caracteres), resumo expandido (de até 4000 caracteres com espaço), resumo (500 caracteres), bibliografia (1000 caracteres) e mini-currículo (500 caracteres). Os resumos dos Seminários Temáticos em vigor encontram-se disponíveis no site da Socine. As apresentações orais podem ter até 20 minutos cada.
Importante: trabalhos aprovados mas não arrolados nas sessões dos Seminários Temáticos (que estão limitados a 18 trabalhos no total) serão deslocados para outras categorias de acordo com o pré-requisito de titulação do proponente: mestrandos serão deslocados para painéis; mestres, doutorandos e doutores serão deslocados para sessões de trabalhos individuais.

3. Mesas Temáticas pré-constituídas: As mesas devem conter 3 participantes, sendo pelo menos dois doutores de duas instituições de ensino superior diferentes e o terceiro membro pode ser mestre, doutorando e/ou doutor, sem que nenhum dos membros tenham relação de orientação em andamento. As propostas de Mesas Temáticas devem conter: título (até 70 caracteres), resumo da proposta da mesa, a cargo do coordenador da mesa (até 1000 caracteres); resumo expandido (até 4000 caracteres com espaço) e resumo (500 caracteres) de cada proposta individual de comunicação integrante da mesa, bibliografia (1000 caracteres) e mini-currículo (500 caracteres) para cada um dos participantes da mesa. As apresentações orais podem ter até 20 minutos cada.
A inscrição das apresentações de trabalhos integrantes da mesa deverá ser realizada individualmente (seguindo o modelo estabelecido para comunicações individuaispor cada um dos três componentes da mesa, inclusive pelo coordenador, em momento posterior à inscrição da mesa.

4. Painéis: espaço para mestrandos com apresentações orais de 10 minutos cada. As propostas devem conter:  título (até 70 caracteres), resumo expandido (de até 4000 caracteres com espaço), resumo (500 caracteres), bibliografia (1000 caracteres) e mini-currículo (500 caracteres).


O cadastramento e a inscrição para o XXI Encontro da SOCINE estão sendo efetuados em três etapas, descritas a seguir:

ETAPA 1 – Recadastramento eletrônico de sócias/sócios e pagamento da anuidade. O boleto será gerado na área do associado do website. O pagamento é obrigatório para a segunda etapa (inscrições). Estrangeiros devem contatar a secretaria por e-mail para informações sobre pagamento da anuidade.

  • Período de pagamento da anuidade: de 1 a 24 de março.
  • Valor da anuidade: R$180,00 (R$90,00 para  estudantes).

O pagamento da anuidade é imprescindível para a realização da inscrição e submissão de propostas para o próximo encontro, por isso as duas etapas não poderão ser feitas no mesmo dia (é preciso esperar pelo menos três dias úteis para a compensação do banco e liberação do site). 

ETAPA 2 – Inscrição eletrônica das propostas, apenas pelo site (www.socine.org.br) e apenas uma inscrição por autor, inclusive no caso de co-autoria.

  • Período de inscrições: de 5 a 31 de março.

Lembramos que NÃO SERÃO ACEITAS inscrições enviadas por email, apenas aquelas submetidas através do site.

ETAPA 3 – Pagamento da taxa de inscrição no encontro. O boleto será gerado na área do associado do website. Estrangeiros devem contatar a secretaria por e-mail para informações sobre pagamento da inscrição.

  • Período de pagamento das inscrições:
    • Primeiro prazo: de 5 a 26 de junho, no valor de R$180,00 (R$90,00 para estudantes);
    • Segundo prazo: de 27 de junho a 17 de julho, no valor de R$210,00 (R$105,00 para estudantes);
    • Prazo final: de 18 de julho a 7 de agosto, no valor de R$250,00 (R$125,00 para estudantes).

Quaisquer dúvidas ou dificuldades devem ser encaminhadas diretamente ao e-mail da secretaria: socine@socine.org.br

Atenciosamente,

A Diretoria

Llamada de artículos
SOCINE 2017
XXI ENCUENTRO SOCINE – O ESTADO DA CRÍTICA/EL ESTADO DE LA CRÍTICA
17 A 20 DE OCTUBRE DE 2017
UFPB – João Pessoa, PB
Están abiertas las inscripciones para el XXI Encuentro de SOCINE, a realizarse en la Universidade Federal da Paraíba (UFPB), en João Pessoa, Brasil. El tema del Encuentro será El estado de la crítica. 

Para más allá de la reflexión estética, la crítica cinematográfica, en diversos países, protagonizó la construcción de un modelo curatorial que se confunde con el propio esfuerzo para la preservación de la memoria de la producción del audiovisual. En el caso brasileño, la actuación de Paulo Emílio Salles Gomes y de Francisco Luís de Almeida Salles en la prensa paulista ocurre paralelamente al esfuerzo de ambos para la constitución de la Cinemateca Brasileira, institución fundamental para el desarrollo de investigaciones y estudios de películas, directores y ciclos regionales.

En el Rio de Janeiro, la figura influyente de Antonio Moniz Vianna está presente en la implantación de la Cinemateca del MAM. Gracias a su esfuerzo curatorial, la generación que haría el Cinema Novo pudo acceder a clásicos del cinema internacional en las retrospectivas de los cinemas americano, francés e italiano. Moniz Vianna aún estuvo presente en la formulación del INC, génesis de la Embrafilme, además del Festival Internacional do Filme, evento de gran repercusión en la segunda mitad de los años 1960.

Inspirado en el modelo paulista de institucionalización de la producción cinematográfica, Linduarte Noronha logró implantar, en la Universidade Federal da Paraíba, el Serviço do Cinema Universitário, proyecto abortado por el Golpe de 1964. Su papel como crítico y como realizador, dirigiendo el clásico Aruanda, ayudó a reconfigurar el papel que el Nordeste – sea como paisaje para los films, sea como matriz de realizadores socialmente comprometidos – tuvo en el panorama del cine brasileño.

Ese tránsito incontestable entre la crítica y la realización, produciendo inclusive la síntesis del crítico-realizador (los ejemplos son múltiples en la historia del cine), representa un movimiento crucial de investigación para los estudios de cine y audiovisual. Pensar, por lo tanto, en la actividad crítica como impulsadora de movimientos curatoriales e institucionales que fomentan la producción audiovisual y su reflexión es un desafío de gran relevancia, especialmente en tiempos de obscurantismo político, cuando el esfuerzo crítico es fundamental para vislumbrar nuevos horizontes estéticos y culturales.

Con esto en mente, el XXI Encuentro de la SOCINE invita a la presentación de trabajos volcados, pero no limitados, a los siguientes temas: ¿Cómo pensar el estado de la crítica cinematográfica en la conjunción de las crisis políticas, económicas y estéticas de la contemporaneidad? ¿Cuál es la influencia, para la formación académica brasileña, del crítico cinematográfico en la intersección entre el periodismo y la universidad? ¿Cómo crítica y curaduría se coadunan en estrategias de preservación de la memoria audiovisual brasileña? En época de proliferación de la información y de la opinión a través de la Internet y de las redes sociales, ¿cuál es el papel de la crítica para discutir las cuestiones profundas de la cultura cinematográfica hoy? ¿De qué modo la investigación comparativa entre textos y films, en el caso de críticos-realizadores, puede señalar sus elecciones y preferencias estéticas? Pensada como forma de recepción, ¿cuáles son los desafíos teórico-metodológicos para pensar la relación entre obra y crítica?

Esclarecemos que el tema es indicativo, pero no exclusivo, para proposición de trabajos e/o mesas temáticas.


Las inscripciones deberán ser seleccionadas entre las CUATRO CATEGORÍAS, cada cual con las siguientes exigencias:

1. Comunicaciones Individuales: Propuestas de másteres, doctorandos y/o doctores conteniendo título (hasta 70 caracteres), resumen expandido (de hasta 4000 caracteres con espacio), resumen (500 caracteres), bibliografía (1000 caracteres) y mini-currículum (500 caracteres). Las presentaciones orales pueden tener hasta 20 minutos cada.

2. Seminarios Temáticos: Las propuestas de maestrandos, másteres, doctorandos y/o doctores para presentaciones individuales en Seminarios Temáticos deberán ser efectuadas con la indicación directa del seminario elegido, y contener: título (hasta 70 caracteres), resumen expandido (de hasta 4000 caracteres con espacio), resumen (500 caracteres), bibliografía (1000 caracteres) y mini-currículum (500 caracteres). Los resúmenes de los Seminarios Temáticos en vigor se encuentran disponibles en el sitio Web de Socine. Las presentaciones orales pueden tener hasta 20 minutos cada.
Importante: trabajos aprobados, pero no inscripto en las sesiones de los Seminarios Temáticos (que están limitados a 18 trabajos en el total) serán desplazados para otras categorías, de acuerdo con el prerrequisito de titulación del proponente: maestrandos serán desplazados para paneles; másteres, doctorandos y doctores serán desplazados para sesiones de trabajos individuales.

3. Mesas Temáticas preconstituidas: Las mesas deben tener 3 participantes, siendo por lo menos dos doctores de dos instituciones de enseñanza superior diferentes, y el tercer miembro puede ser máster, doctorando y/o doctor, sin que ninguno de los miembros tengan relación de orientación en andamiento. Las propuestas de Mesas Temáticas deben contener: título (hasta 70 caracteres), resumen de la propuesta de la mesa, a cargo del coordinador de la mesa (hasta 1000 caracteres); resumen expandido (hasta 4000 caracteres con espacio) y resumen (500 caracteres) de cada propuesta individual de comunicación integrante de la mesa, bibliografía (1000 caracteres) y mini-currículum (500 caracteres) para cada uno de los participantes de la mesa. Las presentaciones orales pueden tener hasta 20 minutos cada. La inscripción de las presentaciones de trabajos integrantes de la mesa deberá ser realizada individualmente (siguiendo el modelo establecido para comunicaciones individualespor cada uno de los tres componentes de la mesa, inclusive por el coordinador, luego de la inscripción de la mesa.

4. Paineles: espacio para maestrandos, con presentaciones orales de 10 minutos cada. Las propuestas deben contener:  título (hasta 70 caracteres), resumen expandido (de hasta 4000 caracteres con espacio), resumen (500 caracteres), bibliografía (1000 caracteres) y mini-currículum (500 caracteres)


El registro e inscripción para el XXI Encuentro de la SOCINE serán efectuados en tres etapas, descritas a continuación:

ETAPA 1 – Registro electrónico de socias/socios y cancelación de la anualidad. La boleta será generada en área del asociado del sitio Web. La cancelación es obligatoria para la segunda etapa (inscripciones). Extranjeros deben contactar la secretaría por correo electrónico para informaciones sobre cómo cancelar la anualidad.

· Periodo de cancelación de la anualidad: de 1 a 24 de marzo.

ETAPA 2 – Inscripción electrónica de las propuestas, solamente por el sitio (www.socine.org.br) y solamente una inscripción por autor, inclusive en el caso de coautoría.

· Periodo de inscripciones: de 5 a 31 de marzo.

ETAPA 3 – Cancelación de la tasa de inscripción en el encuentro. El comprobante será generado en el área del asociado del sitio Web del Encuento. Extranjeros deben contactar la secretaría por correo electrónico para obtener informaciones sobre cómo cancelar la inscripción.

· Periodo de cancelación de las inscripciones: de 5 de junio a 7 de agosto.

Para dirimir cualquier duda o dificultades, interesadas/os deben encaminarse directamente al correo electrónico de la secretaría: socine@socine.org.br

Directorio
SOCINE

Call for papers
SOCINE 2017
XXI SOCINE ANNUAL MEETING – THE STATE OF THE CRITIQUE
OCTOBER 17-20, 2017
UFPB – João Pessoa, PB, Brazil
SOCINE (Brazilian Society for Cinema and Audiovisual Studies) announces its call for proposals for the XXI SOCINE 2017 Annual Meeting, which is to be held at the Fedreal University of Paraíba (UFPB) – João Pessoa, PB, Brazil. The theme of the 2017 edition will be The state of the critique.

Beyond aesthetical evaluation, film critique has played the lead, in many countries, in the construction of a new model of curatorship, which confuses itself with the effort to preserve the memory of cinematic production. In Brazil, the work of Paulo Emílio Salles Gomes and Francisco Luís de Almeida Salles in the press of São Paulo concurs with their endeavor to create the Brazilian Cinematheque, which is a pivotal institution to the development of studies on films, filmmakers, and regional film cycles.

In Rio de Janeiro, the influential figure of Antonio Moniz Vianna partakes in the creation of the Cinematheque of the São Paulo Museum of Modern Art (MAM). Thanks to his curatorial effort, the generation that later on initiated the Cinema Novo had access to the classics of world cinema in the retrospectives of American, French and Italian cinema. Moniz Vianna also took part in the foundation of the Nacional Institute of Cinema (INC), which was the genesis of Embrafilme, and in the International Film Festival, which was a momentous event in the second half of the 1960’s.

Inspired by the São Paulo model of institutionalizing film production, Linduarte Noronha managed to launch the University Film Services (Serviço do Cinema Universitário) at the Federal University of Paraíba, but the project was aborted by the dictatorship of 1964. His importance as critic and filmmaker (he directed the classic Aruanda) contributed to reshaping the role of Northeastern Brazil in the national cinema: both as film scenery and as the cradle of socially engaged filmmakers.

This evident exchange between critique and filmmaking, which even produces the critic-filmmaker synthesis (there are countless examples in the history of cinema), constitutes a crucial subject for inquiry in film and audiovisual studies. To think, thus, of the critique activity as a major lever for curatorial and institutional movements that promote film production and film studies is an extremely relevant challenge, especially in times of political obscurantism, when the critical endeavor is fundamental to explore new aesthetical and cultural horizons.

Having all that in mind, the XXI SOCINE Annual Meeting calls for papers concerned with, but not limited to, the following topics: How can we think of the state of film critique in conjunction with the contemporary political, economic and aesthetical crises? What is the influence, to the academic formation in Brazil, of film critics in the intersection between journalism and academia? How do critique and curatorship concoct together strategies for preserving the memory of Brazilian cinema?  In times of proliferation of information and of opinions forged in the internet and social networks, what is the role of critique regarding the discussion of the deep questions of current film culture? How can comparative research of texts and films, in the case of a critic-filmmaker, shed light on her aesthetical choices and preferences? Considered as a form of reception, what are the theoretical and methodological challenges of thinking about the relationship between work and critique?

We hereby elucidate that this is a non-exclusive suggestive theme; the 2017 Conference Program Committee welcomes quality proposals on any topic related to film and media studies.


Applications should be chosen among the four categories below, according to the following requirements:

1. Oral Papers: Proposals from MA holders, PhD students/candidates, or PhD holders, containing title (up to 70 characters), extended summary (of up to 4000 characters with space), abstract (up to 500 characters), bibliography (up to 1000 characters), and author bio (up to 500 characters). Oral presentations should last up to 20 minutes each.

2. Thematic Seminars: Proposals from MA students, MA holders, PhD students/candidates or PhD holders must be made with the direct indication of the chosen seminar (the list of seminars is available on the website), and must contain title (up to 70 characters), extended summary (of up to 4000 characters with space), abstract (up to 500 characters), bibliography (up to 1000 characters), and author bio (up to 500 characters). Oral presentations should last up to 20 minutes each. Important notice: given that each seminar includes up to 18 presentations, seminar proposals might be approved and yet not included in any seminar session due to this limitation. In this case, all approved proposals not allocated in the seminar sessions will be automatically moved to other categories according to the proponent’s academic degree: MA students will be moved to discussion panels, while MA holders, PhD students/candidates and PhD holders will be moved to oral paper sessions.  

3. Pre-organized Roundtables: Each roundtable should have 3 participants, of which at least two PhD holders from different institutions and a third member that might be a MA holder, a PhD holder, or a PhD student/candidate who does not have a supervisor/supervisee relationship with any other member of the roundtable. Proposals for roundtables must contain: title (up to 70 characters) and summary of the table’s proposal (up to 1000 characters), which the coordinator of the table is responsible for, as well as title (up to 70 characters), extended summary (of up to 4000 characters with space), abstract (up to 500 characters), bibliography (up to 1000 characters), and author bio (up to 500 characters) for each individual proposal composing the table. Presentations should last up to 20 minutes each. Proposals for Pre-organized Roundtables should be submitted individually (following the model above established for Oral Papersby each one of the three participants of the table (including the coordinator), at a moment subsequent to the table’s submission.

4. Panels: an exclusive category for MA students, consisting of 10-minute presentations for each participant. Proposals should contain title (up to 70 characters), extended summary (of up to 4000 characters with space), abstract (up to 500 characters), bibliography (up to 1000 characters), and author bio (up to 500 characters).


To apply and register for the XXI SOCINE Annual Conference, one should take the following steps:

STEP 1 – Register or update your profile at the SOCINE website (starting March 1st). Foreigners must contact us by email for further information about the payment of the annual fee.

STEP 2 – Electronic submission of proposals; only through the website (www.socine.org.br) and only one application per author, including cases of coauthoring.
  • Application submission period: March 5 – March 31.
STEP 3 – Register in the event, in case your paper was admitted. Foreigners must contact us by email for further information about the payment of the admission fee.
  • Registration period: June 5 – August 7.

Should you have any question, please write to  socine@socine.org.br

Board of Directors
SOCINE

 

 

A diretoria da SOCINE expressa sua indignação e extrema preocupação com a situação que o governo do estado Rio de Janeiro vem impondo a uma das mais importantes universidades do país, a UERJ.

Especificamente em nossa área de atuação, a Universidade Estadual do Rio de Janeiro tem contribuído de forma intensa e significativa desde muito antes de nossa criação, há 20 anos. As pesquisas na área de cinema e audiovisual realizadas nessa universidade são anualmente apresentadas em nossos encontros e representam o que de melhor se faz no país. Em 2016 foram 13 pesquisas diferentes apresentadas em apenas um encontro.

A situação que hoje é imposta a essa universidade, com especulações sobre privatizações, é contrária a tudo que é desejável para o desenvolvimento da pesquisa, da formação e do país como um todo.

Nos solidarizamos e nos colocamos à disposição na luta pelo ensino de qualidade e gratuito travado hoje pelos docentes, pesquisadores, técnicos-administrativos e estudantes da UERJ. Mais do que um ataque à uma universidade de um estado, trata-se de um ataque à democracia no país.

 

Diretoria da Socine

Cezar Migliorin

Alessandra Brandão

Roberta Veiga

Suzana Reck Miranda

Informamos que a SOCINE agora faz parte do Fórum das Ciências Humanas, Sociais e Sociais Aplicadas.
O FCHSSA articula as sociedades científicas de diversas naturezas que representam os pesquisadores e as pesquisadoras das áreas ou subáreas que compõem essa Grande Área do Conhecimento do Sistema Nacional de Ciência e Tecnologia brasileiro. Seu objetivo principal é o debate e a tomada de posição sobre os temas relativos às políticas e às práticas de pesquisa que afetam os(as) pesquisadores, a comunidade científica e a sociedade brasileira.
A lista completa de instituições participantes pode ser acessada aqui.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Estamos preparando a publicação dos anais do XX Encontro SOCINE, este ano realizado de 18 a 21 de outubro na UTP, em Curitiba. Os resumos de todos os trabalhos aprovados serão incluídos nos anais digitais, publicados em nosso site. Já para publicação dos textos completos, convidamos a todos os participantes do encontro que enviem seus textos, de acordo com as normas de publicaçãoaté as 23h59min do dia 4 de dezembro de 2016, exclusivamente para o e-mail anais@socine.org.br.

Esclarecemos que textos fora das normas não serão publicados e não haverá nova chamada para correção ou adequação e que apenas trabalhos efetivamente apresentados podem ser enviados.

Lembramos que o envio não é obrigatório, mas conta pontos no sistema CAPES, e não impossibilita a publicação do artigo em outros periódicos desde que sejam feitas alterações.

Todos os envios terão confirmação de recebimento. Caso não receba a confirmação, entre em contato com a secretaria através do e-mail socine@socine.org.br. Após o prazo final, não aceitaremos mais pedidos de inclusão de trabalho.

A publicação está prevista para fevereiro de 2017 e contará com número de registro (ISBN).

A SOCINE – Sociedade Brasileira de Estudos de Cinema e Audiovisual – repudia os atuais cortes em ciência, tecnologia e educação.

 

As novas ameaças de cortes em verbas de pesquisa feitas pelo CNPq se juntam à chegada da PEC 55 ao senado. Novas leis e cortes que colocam a pesquisa e a educação em segundo plano no país. Mais do que problemas orçamentários, essa decisões apontam para um país que não desejamos no futuro próximo. Um país onde a inovação, a tecnologia e a educação não possuem a centralidade necessária para imaginarmos um futuro mais justo e com maior força política e econômica internacionalmente.

Nós repudiamos os cortes em bolsas de produtividade – uma ameaça feita aos Comitês Assessores do CNPq, repudiamos os cortes em bolsas de iniciação científica e de pós-graduação, assim como repudiamos a PEC que congela investimentos em educação – um desastre anunciado.

 

Diretoria da SOCINE

 

 

Prezado Secretário do Audiovisual – interino, Sr. Alfredo Bertini

Prezado Ministro da Cultura – interino, Sr. Marcelo Calero

Prezado Presidente da República – interino, Sr. Michel Temer

Foi com estarrecimento que a Socine – Sociedade Brasileira de Estudos de Cinema e Audiovisual –  recebeu a notícia da demissão de vários funcionários da Cinemateca Brasileira, incluindo sua Coordenadora-geral, Olga Futemma.

A medida intempestiva, sem explicações ou aviso prévio, coloca em risco o trabalho de uma das maiores instituições de preservação audiovisual do mundo e que angariou o respeito de instituições congêneres de vários países e em especial da FIAF — International Federation of Film Archives.

O delicado acervo da Cinemateca requer manutenção contínua e altamente especializada. Funcionários com a mesma especialização e experiência não serão encontrados em curto prazo. Nesse sentido, temos a impressão de que nem a atual Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura, nem o próprio ministro têm clareza sobre os danos que essa medida trará para um dos mais importantes patrimônios culturais do Brasil. Por isso, nós, pesquisadores de cinema, nos vemos no fundamental papel de alertar os senhores sobre os riscos que este acervo corre neste momento.

A Socine solicita ao Ministério da Cultura que reverta esse quadro gravíssimo.

Rio de Janeiro, 28 de Julho de 2016.

Creative WordPress theme suitable for blogs, personal, magazines on www.edgedoll.com.